VIVER É SORTE


VIVER É SORTE

por Cláudio El-Jabel

Despir-se da alma,

Editar o instante,

Verificar nos detalhes,

O que é mais deslumbrante,

Não fico parado,

Nem espero o momento,

Personifico-me do ato,

E não me furto de tempo,

Assim recolho o que planto,

Semeando no jardim dessa vida,

Minha curiosidade inquieta,

Minha saga vivida,

Hoje tento deixar,

Na prosa que tanto gosto,

Um pouco do meu pensar,

Nos cacos de um certo destroço,

Quando parei,

O fiz pelo respiro,

Pelas ofertas,

Pelos tropeços,

Por querer reescrever o que de certo,

Era meu alvo certeiro,

Espero que tudo aconteça,

E que a paz nesse mundo se volte,

Espero que todos se curvem,

E aprendam que viver é uma sorte.

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em POEMA. Bookmark o link permanente.

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s