INSTANTE


INSTANTE

 

INSTANTE

Por Cláudio El-Jabel

 

 

Não sei se falo ou calo,

Se sigo ou paro,

Não sei da cor que veem,

Não sei da dor que sentem,

Sei que somos apenas sementes,

Portadores dessa empreitada,

Viver o presente,

Cair na Estrada,

Sem se perder do passado,

Sonhar com o futuro,

Sem ter feito errado,

Sem estar no escuro,

Somos assim, meio coisa de coisa,

Onde o que percebe a presença,

Não se omite da crença,

Onde o pensar cansativo,

Premia o tempo adiante,

Nem que seja por mero instante.

seal

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em POEMA e marcado . Guardar link permanente.

8 respostas para INSTANTE

  1. Odonir Oliveira disse:

    Bonito poema.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Odonir Oliveira disse:

    Não tenho conseguido curtir seus posts. Não firma a estrela. Abre uma outra tela e em seguida sai.

    Curtido por 1 pessoa

  3. mariel disse:

    Um zipt, um instante.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Ana disse:

    Meio coisa de coisa 💫

    Curtido por 1 pessoa

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s