ALMA PENADA


 

ALMA PENADA

 

ALMA PENADA

Por Cláudio El-Jabel

 

Isso de fato é uma história,

Triste por sinal,

Um Ser digamos assim,

Acima do que seria normal,

Não entendia bem sua posição,

Seu conceito e dissuasão,

Nem o que pretendia de fato,

Dissertando sua opinião,

Sempre dizia,

Se vangloriava do que pensava ser,

E as pessoas a sua volta,

Uma a uma a morrer,

Parece que não sentia,

Parece que fingia não sentir,

Não posso afirmar,

Até que chegou sua hora,

E adivinhem quem o veio buscar.

seal

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em POEMA e marcado . Guardar link permanente.

2 respostas para ALMA PENADA

  1. Bia Perez disse:

    Uma boa reflexão. Abraços

    Curtido por 4 pessoas

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s