AROMA


 

AROMA

AROMA

por Cláudio El-Jabel

 

A descrição de um dos sentidos mais importantes,

O olfato,

E é por ele que movimentamos também nossas lembranças,

Pelo aroma, seja do café, do cheiro de terra molhada,

Dos eucaliptos, da relva que insiste em deitar-se ao sopro do vento,

Do almoço sendo preparado na cozinha ou na lenha,

Daqueles momentos que sempre valem muito a pena,

Hoje por sinal não foi diferente,

Ao sentir aquele aroma,

Minha mente já que pediu sua carona,

Era um canteiro de lavanda,

E seu cheiro inconfundível me encanta,

Pude desfrutar desse seu poder de cheiros,

Me deixar viajar em seu leito desigual,

E me alegrar com essa oportunidade,

Mesmo estando eu em uma cidade.

seal

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em POEMA e marcado , . Guardar link permanente.

5 respostas para AROMA

  1. mariel disse:

    Eu acho que você quis dizer cheiro de terra molhada. Certo ou errado, está lindo

    Curtido por 1 pessoa

  2. É verdade.
    Até hj não me esqueço do cheiro do meu lanche nos primeiros anos de escola. Era pão com queijo e crush q já não existe.

    Curtido por 1 pessoa

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s