NOSSO PÃO


NOSSO PÃO

 

NOSSO PÃO

por Cláudio El-Jabel

 

O tempo hoje amanheceu nublado,

Com possíveis pancadas de chuva,

Águas que caem em gotas transparentes,

Raios que estrondam pelo céu reluzente,

Coisas naturais que nos anunciam,

É tempo de colher na lavoura,

Bem antes do anuncio que se principia,

Na colheita farta do trigo,

Na moenda que dele faz a farinha,

Nas mãos que dele transforma,

O nosso pão de cada dia.

Copyrighted.com Registered & Protected 
22AO-9HZF-MX1M-W485

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em POEMA e marcado . Guardar link permanente.

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s