EM SILÊNCIO


 

EM SILÊNCIO

 

EM SILÊNCIO

por Cláudio El-Jabel

 

Quando o silencio se esvazia,

Nessa busca do sentir,

Aguardar um novo amanhecer,

Pensar em refletir,

Meditação para acalmar a alma,

Desconstruir a insensatez,

Fazer suprir o que acalma,

Abandonar-se de vez,

Fluir como fluem as águas,

Em borbulhares na terra dura,

Envolver-se de forma clara,

E se adentrar na mistura,

Tornar-se outro em meio a tantos,

Sussurrar aos poucos os seus prantos,

Esvair-se da alma que atormenta,

Suportar por mais que o corpo sustenta.

Copyrighted.com Registered & Protected 
PEZ9-2ZGQ-XQTG-8VJN

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em POEMA. Bookmark o link permanente.

2 respostas para EM SILÊNCIO

  1. Um post em homenagem a paz interior. Belo momento em que você se encontra! 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s