AGNUS DEI


 

AGNUS DEI

AGNUS DEI

por Cláudio El-Jabel

 

Quando a necessidade do silêncio se faz presente,

Mesmo em local sagrado,

Tudo se torna ausente,

Menos a presença principal,

A casa de Deus, receptiva,

Sempre aberta, sempre viva,

Orar é algo espontâneo,

Não necessita de planos,

Basta querer e começar,

Muitas vezes oramos em pedido,

Noutras em agradecimento,

Eu neste exato momento,

Peço apenas compreensão,

Peço a Deus que haja como juiz,

Se for de meu merecimento,

Que me conceda nesse exato instante,

A força da superação,

Da graça alcançada,

Do amor,

Do perdão.

Copyrighted.com Registered & Protected 
HBK0-N5PC-MW35-O5KO

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em POEMA, REFLEXÃO, RELIGIÃO e marcado . Guardar link permanente.

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s