VENTOS DE OYÀ


anouk-lacasse-flores-vento-cabelos - httpsanniedosventos.wordpress.com

(Foto de Anouk Lacasse – flores-ventos-cabelos retirada do blog de Annie )

 

VENTOS DE OYÀ

por Cláudio El-Jabel

Sussurros de sopro,

Vento que bate no rosto,

Trazendo ar de outros cantos,

Afefe de encantos,

Rebate em mim seus prantos,

Suspiros de atração,

Oyà, a grande deidade,

Mulher de fibra e de verdade,

Dona dos tesouros e da fortuna,

Que em seu turbilhão de vento e ternura,

Mostra o poder natural,

Oyà guerreira, Òsóòròngà de aldeia,

Mulher brava, feiticeira,

Que aos meus olhos veio encantar.

 

(Apenas mais um carinho a minha esposa Livia que é filha de Oyà.)

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em HOMENAGENS, POEMA, RELIGIÃO e marcado , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para VENTOS DE OYÀ

  1. Ana Paua disse:

    Muito lindo

    Curtido por 1 pessoa

  2. Helena disse:

    Estava eu no encalço de mais pinturas de Anouk Lacasse quando me deparei justo com a imagem que estava a procurar para ilustrar alguns versos. E vim parar aqui! Curiosa que sou (risos) comecei a bisbilhotar a tua casa e fui me encantando com a delicadeza dos teus poemas e imagens escolhidas. Tens um estilo muito peculiar de versejar. Gostei da tua forma de compor versos que se trançam em palavras simples e nos delineiam imagens de doçura, como este poema que dedicas a tua esposa. Esta forma de falar do cotidiano, dos sentimentos e emoções, são muito preciosas aos olhos de quem, como eu, gosta de sentir que os versos foram construídos na alma, passaram pelo coração e só então se manifestaram nos poemas/textos/imagens. Gosto também de escrever e faço do meu espaço um refúgio para onde vou quando algo está a me “incomodar” a alma ou a “adoçar” o coração, colocando tudo na ponta dos dedos para compor uma postagem/catarse, e gosto também da sinceridade no escrever, do cuidado no postar, pois quem nos lê, quem reserva um tempo (mesmo que mínimo) para nos visitar, merece todo o nosso apreço/carinho, pois os relacionamentos assim formados, apesar de virtuais, podem nos trazer amigos verdadeiros, pessoas que irão nos acompanhar por esta via de acesso que a net proporciona, e que ao interagir e se cumpliciar conosco estarão contribuindo para um mundo melhor, um lugar mais aprazível de se viver.
    Já deu para perceber que gosto de conversar (risos), pois quando gosto de uma “casa” sou de puxar um banquinho, aceitar um café e tocar a vida nos assuntos que chegarem.
    Gostei muito do teu espaço e apesar da vida atribulada que tenho (quem não tem a vida assim hoje em dia?), prometo voltar. Posso?
    Fiquei curiosa com o nome do teu blog. Pode-se saber o significado?
    Ao despedir-me quero deixar um punhado de sorrisos e um ramalhete de estrelas para enfeitar os teus dias junto da esposa (fico comovida quando vejo este tipo de homenagem, prova de dedicação/carinho/amor entre os cônjuges. Sei da preciosidade destes momentos, pois também tenho um companheiro que enche a minha vida de felicidade).
    Afetuosamente,
    Helena

    Curtido por 1 pessoa

  3. Coisa linda, Kael. Dedicar nosso tempo, pensamentos e palavras a quem nos ama e compartilha a vida conosco é dos maiores prazeres que a vida nos proporciona. E ler tua homenagem à tua companheira aquece o meu coração: ainda há amor no mundo. Esta minha manhã é de passeio pelas plagas alheias. Preciso de um pouco de alegria e doçura, e isso por aqui nunca falta… Que bom poder vir aqui e encontrar essa brisa. Bom dia!

    Curtido por 1 pessoa

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s