ANIQUILAÇÃO


ANIQUILAÇÃO1

ANIQUILAÇÃO

por Cláudio El-Jabel

Ainda meio que perdido nesse turbilhão de informações,

Não sei se escrevo coisas belas ou se falo sobre as maldições,

Muitas vezes me vejo perdido nesse mundo de gente,

Onde alguns agem como anjos,

Outros só nos fazem descontentes,

É mentira pra todo lado,

São indiretas de censuras acirradas,

Ficamos sem saber se nossa escrita é de fato livre,

Ou se escrevemos acabamos nos enfiando em ciladas,

Vontade não me falta de soltar meu verbo,

Apontar mesmo na cara de tantos canalhas,

Mas já aprendi desde cedo a não ter medo,

E sim controlar minha fúria,

Evitar essa força do mal,

Contar até mil ou quantas vezes mais for necessário,

Para não ter eu que matar esses salafrários,

Poderia estar aqui falando das coisas belas que observo na vida,

Mas existem estes capetas que insistem em mexer na ferida,

Meu pai já me dizia em palavras bem certas,

Política e poder são tudo questões de facções,

Muda o emblema mas nunca suas ações,

Roubam dinheiro, nossa saúde, nossa comida,

Roubam nossa dignidade, nosso direito,

Roubam nossos sonhos, nossas alegrias,

Iludem-nos com dizeres de fantasias,

Fazem acordos por debaixo dos panos e tapetes,

Fazem-nos de trouxas como se fossemos otários,

Mas não sabem eles que um dia a coisa muda para o salafrário,

E não adianta depois chorar ou pedir perdão,

Uma vez ativada a ira é certa a sua aniquilação.

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em POEMA, REFLEXÃO e marcado . Guardar link permanente.

6 respostas para ANIQUILAÇÃO

  1. Silvia Souza disse:

    Excelente seu poema!
    Há tantas coisas bonitas no mundo, mas está difícil encantar-se com a beleza quando vemos nossas esperanças destruídas.
    Um lindo domingo!

    Curtido por 1 pessoa

  2. MorgauseDs disse:

    Homem sábio seu pai, acreditar que toda “maldade” está a cargo de apenas um poder, seria ingenuidade demais.Bom desabafo e previsão. Espero que esse dia chegue e eu possa ver. Claro que gostei, não que fosse fazer diferença, mas gosto de dizer assim mesmo. rs 🙂 Acho essa autenticidade cativante, por isso quando vejo que escreveu, vou logo ver. Bjo 😀

    Curtido por 1 pessoa

  3. Põe numa balança… Aí veja o que mais fez daquilo que você espera que um político faça. Assim fica mais de acordo o seu posicionamento consigo próprio.

    O sistema é por demais cheio de toma lá, da cá. Onde mesmo o político bem intencionado terá que ceder em alguma coisa para então conseguir seu tento maior.

    E procure não ouvir, ler, ver apenas do jornalismo que quer o golpe até por estarem “presos” em sonegação… Se informe também pelos os que tentam passar o que de fato está acontecendo no país: de bom e de ruim.

    Eu deixei de ler, ver o jornalismo golpista desde o ano passado. Da Globo, só o Bom Dia Rio, mas muito raramente. Da Globo News, o Cidade & Soluções, e às vezes o do Gabeira. E ainda tenho um certo respeito pelo Caco Barcelos por fazer um jornalismo investigativo, e não o mentiroso dos muitos que lá se encontram.

    Querendo, eu te passo os links do jornalismo que eu leio. 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s