FEITO


FEITO

FEITO

por Cláudio El-Jabel

Eis que me vez despido,

Assim como o tenho me portado,

Da forma que me fizeste,

Da forma que me criaste,

Chegada então a oportunidade,

De se por tudo a limpo,

Daquilo ao qual me fez,

Daquilo de como sinto,

De frente a frente,

Criatura e criador,

Ou quem sabe ambos incriáveis,

De frente ao que se imaginem,

De um lado a fúria do querer entender,

Do outro a ternura de tudo saber,

Seria então não um encontro,

E sim um prestar de contas,

De minha parte tudo que fiz,

Da sua, tudo que lhe cabe.

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em POEMA e marcado . Guardar link permanente.

10 respostas para FEITO

  1. Almerd Fancul disse:

    Linda poesia broder.. 🙂

    Curtido por 1 pessoa

  2. jomabastos disse:

    Criatura e criador…
    Bela poesia!

    PS: “Eis que me vês despido”

    Curtido por 1 pessoa

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s