MILAGRE


MILAGRE

MILAGRE

por Cláudio El-Jabel

 

Seria mesmo um milagre,

Saber de tão bela descoberta,

Ter a informação de outros a nossa volta,

Pelo lado de fora sim, no Cosmos,

Ver que são como somos,

Mas sem guerras, sem desordem,

Já passaram por tal problema a milênios,

Aprenderam com o tempo,

Evoluíram de fato ao ponto de todos serem um,

E nos perguntamos: e Deus?

Essa foi a pergunta que fiz a um deles,

E num pedido desconfiado sem ter ninguém ao meu lado,

Peço apenas que seja sincero, que fale somente a verdade,

E com um sorriso que até então achávamos ser apenas nosso,

Um deles fala-me em tom suave,

Queres saber sobre Deus?

Por que achas que somos o que somos agora?

E eu na ânsia de respostas retruco direto,

Não me venha com palavras pensadas,

Responda apenas a dúvida que tenho,

E mais uma vez com um sorriso de canto,

O Ser calmo e sereno refaz a tréplica,

Por que achas que somos o que somos agora?

E eu então sem fuga tento decifrar,

E numa resposta direta quase sem pensar,

Respondo,

Pelo tempo que tiveram talvez?

E ainda com o sorriso e voz serena ele diz,

Mas tempo é o que não faltam a vocês,

O que lhes faltam de fato é vontade,

Já que me pediu para falar-te a verdade.

Copyrighted.com Registered & Protected 
PMAC-YZSS-THVZ-90UV

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em POEMA, REFLEXÃO e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para MILAGRE

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s