ESSA NEM EU TENHO


Pássaro

ESSA NEM EU TENHO

por Cláudio El-Jabel

Diretamente de São Paulo,

Após uma estrada terrível,

Avião nem pensar,

O pavor das alturas ou do piloto quem sabe,

Não me agrada e nem me deixa a vontade,

Procurando novas paisagens de câmera na mão,

Nem pareço um carioca e sim um turista,

Sorte que em tempos de copa, tudo passa a ser igual,

Mas os manos sacam de longe o sotaque,

E não deixam barato a gozação,

Zoam de matar de raiva, mas só na brincadeira,

Ter raiva de gozação só pode ser bobeira,

Bom, o dia foi atarefado cheio de fotos maneiras,

Até pássaro fotografei, deu mole para posar de artista,

Tirei logo a foto, pois achei interessante,

Ainda não sei se é o tal João de Barro,

Pareceu-me muito com ele,

Vou verificar, pois sei que não pode ser um sabiá,

Então segue a foto do matuto pra quem puder ajudar.

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em CIENCIA, POEMA, REFLEXÃO e marcado , , , . Guardar link permanente.

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s