RELEMBRANDO OS DIZERES


RELEMBRANDO OS DIZERES

RELEMBRANDO OS DIZERES

por Cláudio El-Jabel

Dando ainda uma continuidade,

Velho relembra a herança,

Aquela que todos vivem a cobrar,

Mas muitos poucos aprendem,

Outros tantos nem a querem saber,

E fingem de forma artística,

Criando personagens nem sempre capazes,

Causando leso a outrem,

Tirando a fé de tantos outros,

Deixando o mundo espiritual vazio,

E nós as entidades tão tristes,

Pois estamos ali do lado vendo tudo,

Mas pelo respeito ao livre arbítrio também não interferimos,

Não que deixemos a coisa correr solta,

Mas muitas vezes sabemos dar tempo a quem precisa,

Deixar de fato sentir na própria carne,

Para que aprenda com a vida,

E possa com isso tornar-se capaz,

De ser responsável por tudo aquilo que faz.

 

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em METÁFORA, POEMA, REFLEXÃO, RELIGIÃO e marcado , , , . Guardar link permanente.

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s