PADÊ PARA ÈSÙ


ENCRUZA

PADÊ PARA ÈSÙ

por Cláudio El-Jabel

Num dia quebrado, resolvo então cuidar de Èsù,

Preparo tudo ao lado e até provo do marafo,

Jogo o Obi e verifico se está tudo nos conformes,

Èsù não é lesado e sabe bem o que quer,

Se deixar tudo por conta dele, sabe como é que é,

Logo, prefiro eu mesmo oferecer,

Dizer de perto, amigo olha o que tenho, lhe agrada?

Quer ou prefere algo diferente?

Se preferir me diga logo, pra ver se posso ofertar,

Se não puder no momento sabes que logo estarei agradando,

Faço com esforço mas de coração,

Pois sabes tu que és meu amigo,

E se fazes tudo por mim,

Como não lhe dar o melhor,

Tu és o tipo de amigo que nunca me deixou só,

Caminhas comigo a muito tempo,

E não há um só momento que não esteja ao meu lado,

Parece até carrapato, famoso aba de chapéu,

Meu querido amigo Èsù tu és meu bacharel,

Com tudo pronto e cheirando muito bem,

Verifico se está também arrumado,

Afinal um bom prato tem que ter aparência,

É um prazer poder ofertar a você,

Espero de coração que junto a mim venha celebrar,

E nos fartarmos dessa ceia maravilhosa que vim lhe ofertar,

Laroiê Èsù, Èsù mo júbà!

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em POEMA, REFLEXÃO, RELIGIÃO e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s