QUANDO MORREU A PÁTRIA AMADA?


BRASIL DE LUTO

QUANDO MORREU A PÁTRIA AMADA?

por Cláudio El-Jabel

Olha tempo bom era aquele de catar pedrinha,

Colher conchas na areia da praia,

Ver borboletas voando e sair catando os grilos,

Não esquecendo nunca da festa que fazíamos com os pirilampos,

Catando vários e colocando nos sacos de pipoca,

Jurando que aquilo era uma lanterna,

Que piscava incessante, trazendo a alegria nas brincadeiras de campo,

Pegar peixinhos de rio então era programa profissional,

Sabíamos que os coloridos eram os machos,

E as barrigudinhas e cinza eram fêmeas,

Havia também a caça de rãs, onde diversas vezes se topava com as cobras,

E olha que ninguém ficava com medo, era normal ver aquilo,

Quantas vezes pegamos cobras maiores do que dois metros,

Eram ferozes e nem por isso corríamos,

Hoje porém não sei se mais consciente o medo faz parte,

Não sei afirmar se pela idade, se pelo juízo,

Mas entrar na mata como antes nem pensar,

Vislumbro apenas os parques ou canteiros especiais,

Onde há de certa forma segurança, mas não mais me traz a lembrança,

E a alegria de antes participar,

Viver no campo tem seus perigos,

Mas aqui na cidade é pior, pois tem mesmo é bandido,

E nem polícia podemos contar,

Pois fazem apenas o uso da farda,

Charqueiam como hienas selvagens,

As pessoas de bem e os bandidos covardes,

É uma terra sem lei, sem moral, sem opção,

Uma terra de quadrilha armada,

E por que não dizer nossa Pátria amada,

Onde sua população grita, salve, salve,

Mas não na intenção de saudar e sim de pedir ajuda.

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em POEMA, REFLEXÃO e marcado . Guardar link permanente.

3 respostas para QUANDO MORREU A PÁTRIA AMADA?

  1. Reading this article gave me a whole new outlook on this topic. I enjoyed reading your article very much. I agree with some of your views shared so well here.

    Curtir

    • KAMBAMI disse:

      Again thank you, and I think the most interesting is the thinking that try to provide readers, without thereby making them slaves to agree with everything. I believe that I also have my errors in thinking and if everyone could help change our philosophy very mature. A hug and thanks for reading.

      Curtir

  2. Pingback: NADA DE FATO ABALA | FALA ABERTA

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s