PÉROLAS PERDIDAS


perola-dourada

PÉROLAS PERDIDAS

Por Cláudio El-Jabel

As pérolas, sim as pérolas,

É como classifico as passagens da vida,

Sejam boas ou ruins, são pérolas,

Algumas temos o orgulho de desfila-las,

Como verdadeiras joias raras de inestimável valor,

Queremos mostra-las a todos,

Outras porém muitas vezes não merecem nem tecer comentários,

São as pérolas criadas, aquelas que não são naturais,

E sim caídas dentro da concha que como feridas,

Acabam por tornarem-se pérolas também,

Muitas são produzidas artificialmente,

Adentram por dentro da gente,

Disfarçam-se de joias raras,

Porem na primeira tentativa de nos enfeitarmos,

Percebemos logo que não brilham, não enfeitam,

Estão elas em forma parecidas,

Porém em uma observação mais elaborada,

Tendem claro a serem encostadas,

Não nos servem como enfeites para atribuir valor,

Ou quem sabe mesmo destacar o brilho,

São pérolas perdidas onde o que hes restam,

É serem descartadas ou endereçadas a fantasias,

Para aprenderem pelo menos na alegria,

Como gargalhar.

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em POEMA, REFLEXÃO e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s