AMOR DE MÃE


Mãe

AMOR DE MÃE

por Cláudio El-Jabel

 

Falar de mãe é falar de vida,

Não sei como declarar esse amor,

A não ser pelo amor e respeito,

A quem em minhas caminhadas difíceis me deu colo,

Brigou e ainda briga por mim,

Me quer apenas ver feliz e preparado,

Mas como toda mãe não libera sua cria,

E mesmo estando de longe,

Fita com seus olhos a procura,

Vigia, observa e chama,

Seu filho é quase uma propriedade sua,

Aquela coisa pequenina que cuidou,

Hoje homem velho se tornou,

Mesmo assim ela ainda me vê como criança,

E se julga capaz ainda de cuidar,

Quando em verdade é minha vez agora de cuidá-la,

Vai dizer isso a ela?

Independente, elétrica, não para um segundo,

Sempre assim o foi desde que me trouxe a esse mundo,

Mãe querida sei que não irá ler isso,

Não entrou nesse mundo virtual,

Ainda é do tempo do abraço, da reunião, do estar presente,

Quero que saiba de meu grande amor,

De minha satisfação de caminhar firme,

Devo isso a ti, que sempre me fortaleceu,

Guarde então em seu peito e coração,

Esse amor de um filho seu.

 

 

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em POEMA, REFLEXÃO e marcado , , . Guardar link permanente.

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s