KITEMBU – TEMBU – TEMPO


TEMPO

Kitembu – Tembu – Tempo

 Tempo, ó tempo, quem me dera tempo ser

E na alvorada de um amanhecer

Mostrar a todos de minha tribo

A beleza dos Deuses a nos abençoar

 

Mostrando com um sopro o caminho a seguir

Levando meu povo a trilhar nessa busca

Uma busca de amor, paz e compreensão

Uma busca de atitude em defender sempre nossa união

 

Tempo, tempo, tempo, quiçá poder tocar em ti

E na esperança da benção aplicada

Sentir em meu corpo o poder

E dele fazer a minha caminhada

 

Caminho esse desigual,

Fazendo tudo voltar a ser como era

Em um esforço descomunal

Retirando todo o mal existente do seio da terra

 

Seria então uma nova civilização

Onde o amor em tudo reinaria

E faria dessa comunhão

A atitude que prevaleceria

 

Tempo, poder de compreensão

Pois é dando tempo ao tempo

Que tudo ao seu tempo

Torna-se tempo então

 

Que bom ter tempo para ver o tempo

Que tempo bom ao qual seria

Tudo feito ao seu tempo

Pois o tempo sempre reinaria

 

Nessa magia de controlar o tempo

Que diferente se faz a contento

Em cada local mostrando uma face

Em cada tempo se mostra em contraste

 

Tempo na terra é de um jeito

Em outro local diferente será

Pois tempo a tudo controla

Não importando em qual lugar estará

 

No correr dessa vida moderna

Esqueceram de avisar ao tempo

Que dele nada se espera

Pois sempre se dizem sem tempo

 

Infelizes aqueles que assim o fazem

Pois esquecer do tempo é viver em eterna miragem

Tempo é vida é momento e realização

Tempo é caminho percorrido é aprendizado é reflexão

 

O tempo triste quieto espera

Pois sabe ele o seu grande poder

E de tempo em tempo ele recria a atmosfera

E nos mostra o que em terra veio fazer

 

Movendo tudo pra todo lado

Com um poder que a ele pertence

Muda o tempo como um raio

Deixando alguns felizes e outros descontentes

 

Essa força sagrada que o tempo realiza

Na demonstração de seu exato poder

É para mostrar sua forma

E assim nos fazer compreender

 

Nessa espera infinita

Pois de tempo não se zomba

Damos tempo em nossas vidas

Onde o tempo sempre nos encontra

 

Tempo seu, tempo meu, tempo nosso

Falamos tanto nele, mas não o entendemos

Ele o tempo vive dentro de nós

E é com ele que todos nós iremos

 

Nessa parte ele se faz presente

Dentre as mais de mil formas conhecidas

E ele simplesmente nos toca

Retirando seu pequeno sopro de vida

 

Tempo, importante e supremo, sei que me escuta

E em seu turbulento vento incessante, peço a ti em louvor

Afaste de mim esse vento, e traga o vento da vida

Pois é desse que quero sentir, me trazendo sempre esperança

De me ver sempre uma eterna criança e sonhar com o tempo melhor

 

Meus ancestrais se referem a ti como bebedor

Mas entendo agora do que eles falavam

Sei que bebes de minh’alma, como parte de sua incumbência

Para ter parte de mim dentro de ti, e reconhecer em meu hálito as suplicas que lhe faço

 

Tempo, tempo, tempo, sem ti não somos nada, nem nada eu seria

Sem ti nosso mundo para, ou talvez nem mesmo existiria

Tempo meu amigo, companheiro de batalha, de vida e de luz

Caminhe sempre a meu lado, me orientando com perfeição

Dando-me a paciência que só tu tens, e em pequenos bocados me revela

Que tempo é vida, e que essa vida é eterna.

 

Cláudio El Jabel ( Kambami ) 

Se leste tudo até aqui, aproveite e veja o vídeo a seguir:

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Uma metamorfose humana do conhecer e aprender. Simples porém exigente. Bem sobre o autor desse blog, me parece ser um cara legal, gosta de conversar, dar pitacos aqui e acolá. Procuro ser o mais sincero que a vida me permite, adoro amizades, sou tímido acreditem também uma metamorfose ambulante como diria Raul. Adoro cozinhar, mas na escrita sou mesmo comilão, como acento, concordância verbal, minha gramática de fato anda bem mal, mas sou um cara legal. Tenho muito gosto em escrever o que me vem à mente ou o que me chega aos ouvidos e visão, sou um observador nato desde minha aparição. Aqui é um palco de teatro não se engane há muito de quem escreve e muito de fantasia, mas não há bilheteria, então sinta-se a vontade, puxe sua cadeira e sente, estou quase sempre presente, me enrolo muitas vezes nessa de seguir quem me segue, me perco nesse mundo danado de internet. Não sou esnobe, sou pessoa bem simples, gosto da natureza, da boa mesa, do bom papo, não tenho hora, não uso relógio para controlar meu tempo, a muito me deixei ser levado ao vento, ora furioso que me derruba e machuca, ora bondoso que me embala em doçura. Chamo-me Cláudio El-Jabel, também podem me chamar de Kambami ou Kael, adoro distribuir carinho sem intenção outra que não seja da amizade ser bela, ser amiga, ser sincera, entendo que nossa vida é algo muito rápido e nem sempre dá tempo de nos conhecermos melhor, mas essa é minha apresentação, muito prazer, eu não esqueço vocês, já os tenho em meu coração, sejam bem vindo então.
Esse post foi publicado em POEMA, REFLEXÃO e marcado . Guardar link permanente.

8 respostas para KITEMBU – TEMBU – TEMPO

  1. pepezinhaaa disse:

    “Tempo, importante e supremo, sei que me escuta
    E em seu turbulento vento incessante, peço a ti em louvor
    Afaste de mim esse vento, e traga o vento da vida
    Pois é desse que quero sentir, me trazendo sempre esperança
    De me ver sempre uma eterna criança e sonhar com o tempo melhor”

    É isso mesmo queremos, aproveitar a vida no tempo que a temos.
    E é mesmo a inocência, igual à inocência das crianças, que nos poderá fazer viver e sonhar 😀
    Beijocas*

    Curtido por 1 pessoa

  2. Ariani Lopes disse:

    Belo escrito, bem reflexivo.
    Bom tempo de palavras…
    Gostei da homenagem ao Orixá em vídeo, música e imagens! 🙂

    Curtido por 1 pessoa

  3. Silvia Souza disse:

    Bom dia, Claudio!
    É maravilhoso esse seu poema.
    Existe uma relação de duplicidade em relação ao tempo. Muitas vezes, olhamos para ele como se fosse algo cruel, porque muitas vezes ele leva as coisas boas e, entre elas, nossa juventude. Mas ele é essencial para que possamos valorizar tudo o que vivemos, cada pessoa que deixou a marca em nossa existência, cada olhar para as belezas do mundo.
    Vou comentar tudo o que você me escreveu no meu próprio texto, mas quero agradecer a sugestão desse seu texto, que eu não conhecia.
    Obrigada!
    Um ótimo sábado!

    Curtido por 1 pessoa

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s