HOMENAGEM AO IRMÃO JAIRTON DE SOUZA


HOMENAGEM AO MEU IRMÃO JAIRTON DE SOUZA

TestamentoJairton

Um dia…,

Um dia como um dia qualquer,

Com apenas uma grande diferença,

A falta da presença,

Presença esta que vivia quase que constante,

Nunca ao vivo e a cores e sim virtual,

Um mano que além de inteligente,

Tinha dentro de si um coração fenomenal,

Fazia assim como tento sempre fazer,

Tirar alguém do baixo astral,

Sacudir nossa moleira,

Dar razão para o prosseguir,

Sem trilhar ou se apegar a besteiras,

Não peço nem julgo a Deus nesse momento,

Pois sei que cada qual leva seu fardo de obrigações,

Mas confesso que porém fico puto com o criador,

Que me leva meu mano Jairton sem nos dar uma chance,

Não que sejamos poderosos,

Mas nem uma oração me foi permitida,

Em voz alta gostaria eu de aclamar suas qualidades,

Aclamar nosso carinho pelo tempo que nos dedicou,

Aclamar a falta que esse carinha já nos faz,

Não deu antes para deixar recados,

Muito menos para confirmar presença,

Ao ler a noticia de primeira a cabeça deu um nó,

Como pode Deus permitir uma conversa de acertos,

Deixar-nos a ambos com sabor de satisfeitos,

Em um novo trabalho de alimentar,

E como um raio de Xangô meu querido mano levar?

Cruel, insisto em dizer,

Não sou girassol para em minhas pétalas mexer,

Falo em voz alta para que Deus as ouça,

E ele em suave expressão me responde,

Arranco de ti meu girassol a cada dia uma pétala,

Não para que padeça ou se desespere,

Mas que cresça e não me espere,

És semeador também,

E quanto menos pétalas tens,

Mas próximo de tuas sementes consigo aflorar,

Um dia também meu filho,

Assim como teu mano Jairton irás ter de tombar,

Não se irrite comigo, não maldigas a teu criador,

Ògún lhe dará forças na terra para que finque suas raízes,

Yemonja lhe dará o colo para que chore,

E eu estarei a lhe esperar,

Para de braços abertos acolher-te e levar-te,

Apresentar-te-ei a todos os teus amigos queridos,

Todos estão a tua espera,

Para que possamos juntos celebrar o que há de mais salutar,

Uma ceia completa de gente que se ama e que em terra vieram a se amar.

Obrigado mano Jairton por participar em nossa vida!

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em POEMA e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para HOMENAGEM AO IRMÃO JAIRTON DE SOUZA

  1. Pingback: #bloggers-recognition-award | UNOBTAINIUM

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s