HOMENAGEM AOS PRETOS VELHOS


NOSSOS QUERIDOS PRETOS VELHOS

 

por Cláudio El-Jabel

Indiferente à ignorância do entendimento que muitos têm em dizer que por falarem com erros não devam ser ou não deveriam ser espíritos elevados, digo que, não é pelo lirismo ou pela escrita ou fala acadêmica que se verifica a mediunidade, muito menos a bondade em coração.

De fato o que ocorria era uma mistura de idiomas, mesmo porque nada tinham com a cultura europeia, eram africanos, daí serem PRETOS.

Quem fala com amor e bondade não necessita de perfeição, pois a fala não reflete o amor e carinho aos quais nossos Pretos velhos carregam em seus corações.

Salve os Pretos Velhos, viva as almas!

Nesse dia em sua homenagem,

Não poderia deixar de escrever,

E mostrar para muitos,

O que em terra meus velhos vêm fazer,

Sacerdotes em suas terras, arrancados sem dó nem piedade,

Aportaram em nossa terra, uma terra de cobiça e de maldade,

Espírito calmo, ponderado e evoluído,

Nossos velhos deixaram marcas,

E não foram as marcas de tribo,

Curandeiros de valor, contadores de histórias,

Trabalhadores de moral, abençoados pela glória,

Mesmo com trato de animais,

Amarrados e covardemente maltratados,

Eles falavam do amor, da verdade e sonhos,

Diziam que o partir não era morte,

E sim um encontro no Céu,

Onde junto a Nzambi, poderiam ver mais longe,

Verificar com alegria o vislumbre dos horizontes,

Vários nomes nós os conhecemos,

E todos tem lugar especial no coração,

São amigos verdadeiros, nos ensinam a bondade do amor,

Sem qualquer interesse forasteiro,

Fazem-se presentes na angústia da dor,

Oh meu velho amigo, sábio e curador,

Com seu cachimbo aceso, suas ervas e sua vela,

Reza o meu corpo e me cura de todas as mazelas,

Salve Pai Joaquim, de bondade amor e perfeição,

Salve a todos os Pretos Velhos,

Salve Nzambi o Deus maior,

Salve nossas Vovós Pretas,

Livra-nos da maldade escondida,

Ensina-nos ao amor incondicional,

Receba meu pedido de benção,

Meu respeito e louvor a ti,

Minha prece em agradecimento,

Do seu pequenino Kambami.

 

“Eu adorei as almas, eu adorei as almas, eu adorei as almas no dia de hoje, eu adorei as almas…”.

Copyrighted.com Registered & Protected 
ICXJ-WFW9-AVWU-SEKJ

Anúncios

Sobre KAMBAMI

Quode natura date, nemo negare potere.
Esse post foi publicado em HOMENAGENS, POEMA e marcado . Guardar link permanente.

2 respostas para HOMENAGEM AOS PRETOS VELHOS

  1. marilene disse:

    Mo juba o – Linda e merecida homenagem! Com sua licença e citando o autor, hoje em minha Ile, vamos homenagear estasentidades, e este texto e poema, serão lidos. Nossos ancestrais durante toda minha caminhada, fizeram parte de minha espiritualidade, e até hoje, sempre são lembrados em minhas preces. Ire oIya Omileke

    Curtido por 1 pessoa

  2. ViKa disse:

    Oi KambaminhoMuito linda a homenagem!!Salve os pretos velhos!!!Saravá!!!BeijocasViKa

    Curtido por 1 pessoa

Obrigado pela visita, seu comentário é mais que importante é fundamental!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s